7 jeitos de ajudar seu cérebro a estudar melhor

Postado em 24/06/2018

7 jeitos de ajudar seu cérebro a estudar melhor

O cérebro é uma parte vital da rotina de estudos de qualquer um. Mantê-lo funcionando bem pode fazer uma grande diferença no rumo do sucesso. A seguir, veja sete dicas para impulsionar seus estudos na direção certa:

 

1 - Exercitar-se algumas vezes durante a semana

Na hora de se preparar para uma prova ou vestibular, nada melhor do que manter o cérebro em forma. Correr, andar de bicicleta, nadar ou qualquer outro esporte que desperte o seu interesse ajuda a fortalecer as conexões do cérebro. O resultado disso é a melhora de habilidades de aprendizado e memória, o que melhora o aproveitamento dos seus estudos. O recomendado é que o exercício dure pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana. Mas se você for novo aos esportes, talvez uma rotina mais leve nas primeiras semanas funcione melhor, ou você corre o risco de desistir da rotina antes de adquirir o hábito.

2 - Ser criativo

Desde livros de colorir até se aventurar a fazer um novo prato, o importante é fazer coisas novas para encorajar o cérebro a funcionar de maneira diferente.

3 - Capriche nas vitaminas e nutrientes

Tomar as vitaminas e nutrientes certos pode auxiliar seu cérebro de várias maneiras. Zinco e iodo contribuem para o trabalho cognitivo normal do cérebro. As vitaminas B6 e B12, assim como ácido fólico, ajudam a prevenir a famosa fadiga que leva o cérebro a querer procrastinar durante os estudos. Omega-3 e um dos seus ácidos graxos, o ácido docosahexaenoico, ajudam o cérebro a funcionar corretamente (o que é essencial para o aprendizado). O seu cérebro ganha muito a partir dos nutrientes encontrados nas seguintes comidas:

Zinco: carne, peixe, legumes, cogumelos, espinafre, brócolis, alho, nozes e sementes, cereais e laticínios. Iodo: bacalhau, algas, peru, iogurte, sardinha, ovos, morango. 
Vitamina B6: porco, galinha, peru, peixe, pão, ovos, vegetais, amendoim, leite e cereais. 
Vitamina B12: carne, peixe, laticínios e cereais. 
Omega-3: peixe, nozes, sementes e gemas de ovos.

Adicionar todos esses nutrientes pode parecer difícil, mas existem suplementos nutricionais que podem ajudar na tarefa. Os benefícios podem demorar a aparecer, então é importante começar o mais rápido possível.

4 - Socialize

A socialização é uma parte importante da vida de um estudante, e ela também tem um grande papel no desempenho do seu cérebro. Pesquisas mostram que conversar, mesmo que por só 10 minutos por dia, ajuda a manter o cérebro otimizado, o que resulta em melhor memória e funcionamento do cérebro.

5 - Tire uma soneca

A “power nap”, ou soneca da força, deve durar até 30 minutos para ser efetiva, e deve ser tirada durante o dia, no momento do auge do cansaço. Junto a uma boa noite de sono, ela dá o tempo necessário para que o cérebro se repare para mais um dia de aprendizado.

6 - Saia da rotina

Tente ser surpreendido pelo menos uma vez por dia. Mude o caminho até a escola, trabalho ou faculdade, faça compras num lugar novo, qualquer pequena diferença na rotina já ajuda o cérebro a melhorar a sua eficiência e produtividade.

7 - Tente algo novo

Novas experiências ajudam o cérebro a crescer e guardar informações com mais facilidade. Que tal começar um novo esporte ou aprender uma língua? Viajar e participar de eventos culturais também podem ser a mudança necessária para estimular o seu cérebro.

 

Outras Notícias

 

Aprendendo com Filmes
Postado em 25/09/2018

Além disso, é uma forma de manter contato com a representação desses assuntos, visualizá-los, compreender o espaço geográfico em que acontecem, enfim, identificar conteúdos que foram tratados pelos professores.

Mas não &eacu...
leia mais »

Como organizar um espaço de estudos.
Postado em 18/09/2018

Cada estudante funciona de uma maneira diferente. Alguns aprendem escrevendo, outros conseguem absorvem melhor oconteúdo apenas por ouvi-lo em sala de aula. Da mesma forma, cada aluno precisa desenvolver uma rotina e espaço de estudos. Para alguns, é necessário sil&eci...
leia mais »

O que fazer para combater o piolho?
Postado em 11/09/2018

O piolho é minúsculo, mas poderoso. Capaz de provocar coceira intensa e, com ela, o início de uma infecção que irá comprometer a saúde da criança, se não for combatida de modo adequado. E o pior é que ele vem atormentando a hum...
leia mais »